O envelhecimento – seja natural ou resultante da exposição solar excessiva –, a gravidez, a anticoncepção hormonal, a pré e pós-menopausa e o uso de terapia hormonal de substituição são os principais responsáveis pelo aparecimento de manchas cutâneas hiperpigmentadas.

Neste caso, os peelings médicos (pela suas acções exfoliante, despigmentante e regeneradora) podem ser utilizados isoladamente ou em combinação com a soft-dermoabrasão e soft-laser díodo.